Paulo Afonso-BA, 3 de agosto de 2021 – 01:50

Alunos que não retornarem às escolas terão benefícios cortados”, diz secretário de educação da Bahia

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
IMG_20210714_143520
O secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, afirmou, nesta quarta-feira (14/07), que os estudantes que não retornarem às escolas terão o benefício do Bolsa Presença cortado. A fala vem depois do governador Rui Costa anunciar a retomada das aulas semipresenciais, a partir de 26 de julho.

A medida é semelhante à informada pelo governador, na manhã desta quarta. Rui disse que os professores e profissionais da Educação terão corte salarial caso não retornem às escolas a partir da mesma data.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) afirma que a categoria não vai voltar às salas de aula neste mês, porque não há vacinação completa contra a Covid-19.

De acordo com o secretário Jerônimo Rodrigues, estudantes, professores e profissionais da categoria só poderão se ausentar das escolas caso apresentem atestado médico comprovando a comorbidade. Ele avalia que esses casos são exceções e serão tratados como tal, pela coordenação das escoclas.

“As atividades estão sendo retomadas. Caso haja alguma exceção, será tratada na condição de exceção. O direito do Bolsa Presença, se não está frequentando agora no remoto, nós já suspendemos esse pagamento. Então, no hibrido [semipresencial] nós continuaremos fazendo o padrão combinado dentro de uma lei que foi aprovada na assembleia”.

“O nome do programa é Bolsa Presença, e isso serve como exemplo para outras atividades. Agora, se for uma exceção, a escola terá orientação para a gente cuidar como exceção”, explicou.

Questionado sobre estudantes e familiares que não se sentirem confortáveis com o retorno, o secretário afirmou que essas famílias devem procurar a escola para uma conversa.

Com SECOM-BA

Leave a Reply