Paulo Afonso: Secretária de Educação orienta pais e alunos a não desistirem do ano letivo de 2020

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
sala-de-aula-vazia

A secretária de Educação do município de Paulo Afonso, Elza Brito, em uma entrevista ao radialista Manoel Alves, da Rádio Bahia Nordeste, na manha desta segunda-feira (11), esteve orientando os pais de alunos da rede municipal de ensino, a não desistirem do ano letivo de 2020.

Conforme o que foi dito pela secretária, a evasão escolar teve um aumento crescente neste ano, com a modalidade das aulas online, no início do mês de março, por conta da pandemia da Covid-19.

“Queremos priorizar estes alunos que infelizmente não conseguem acompanhar o ritmo das aulas online, já que uma grande maioria não tem condições em ter os recursos para estudar pela internet, ou não conseguem se adaptar a esta modalidade de ensino.   Nós já estamos pensando em implantarmos o estudo híbrido, ou seja, com a modalidade das aulas semipresencial. E um ensino que conta tanto com as aulas presencial com horários reduzidos  e  remoto ao mesmo tempo. Temos vários mecanismos e professores altamente capacitados, para dar um suporte a estes alunos que tem não estão conseguindo ter um bom desempenho, com as aulas online. Também temos as atividade impresso, onde o aluno leva o material para estudar em casa, tem o retorno para a escola, onde o professor corrigi, obedecendo todo  os protocolos, explicou Elza Brito.

Evasão escolar

Os pais precisam colaborar, incentivar, seus filhos  para não desistirem das aulas, porquê existem todo um planejamento, todo um acompanhamento para aplicação das aulas. Estamos entrando em contato com estes alunos, para que não haja uma reprovação do aluno, pela desistência do ano letivo. Não podemos perder o vínculo do aluno com a escola, que deve sempre permanecer. Quero destacar que o ano letivo não está perdido, mesmo sem as aulas presenciais, então as famílias que os alunos se encontram afastados procurem as escolas em que estão matriculados, as atividades de 2020 só terminam em março de 2021, ou seja, os alunos ainda podem avançar nas suas aprendizagem. Essa regularização é muito importante e nossas escolas estão realizando várias ações nesse sentido. Toda criança tem direito a educação e estamos priorizando isso nesse período diferenciado de forma intensa”, finaliza a secretária.

Deixe uma resposta