Projeto reduz salários do prefeito, vice e secretários na cidade de Glória

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
66cea280-a9f9-4eb3-b6af-3be970e52dbb

Em sessão ordinária realizada na manhã desta terça-feira (12), na Câmara de Vereadores da cidade de Glória, foi aprovado um projeto do Executivo que autoriza a redução dos valores de vencimentos dos Agentes Políticos da administração e das outras providências.

Após a aprovação, o presente Projeto de Lei autoriza a redução em 25% (vinte e cinco por cento), até o dia 31/12/2019, dos vencimentos dos valores do Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários Municipais e Procurador Geral.

Em justificativa, a importância do projeto considera a dificuldade financeira que passa o município, em virtude da ocorrência da queda de receitas. Dessa forma, há necessidade de se buscar o equilíbrio das contas municipais.

Para o vereador e primeiro secretário – Beto da Ilha, esta é uma iniciativa de extrema importância do prefeito David Cavalcante, que busca na sua administração equilibrar as contas da prefeitura. “Pela primeira vez na história, um prefeito aqui do nosso município de Glória, um prefeito tem a iniciativa e a coragem de cortar uma parte de sal próprio salário e dos demais agentes políticos de sua gestão em 25%, com o principal objetivo de manter o equilíbrio fiscal das contas da prefeitura. Sem dúvida alguma, é um gestor que está de parabéns, mesmo com um país em crise, o prefeito David Cavalcante, vem fazendo uma gestão com respaldo e pensando do melhor para nossa cidade.

Para Valério José (vereador de oposição), ele não entende por qual motivo um secretário municipal tem o salário mais alto que um vereador. “ Eu não concordo em saber que um secretário tenha um salário mais alto que um vereador, sabemos que o nosso município é pobre na arrecadação de receitas, nossa realidade é muito diferente, não é que eu queira dizer que os secretários não trabalhem. Se tratando deste projeto, é uma medida populista, até porque são apenas dois meses de redução dos 25%. Seria de grande importância se o senhor prefeito aplicasse essa medida até o término de seu mandato. O prefeito está tomando esta iniciativa porque não se planejou e agora quer se tornar popular com apenas dois meses de seu salário”, questionou Valério.

Com Informações da RBN FM / /  Redação Manoel Alves 

Deixe seu comentário