Registros de casos de dengue aumentam na cidade de Paulo Afonso

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
ao_todo_500x320_08022019213530

Ao longo do Jornal Primeira, apresentado pelo radialista Manoel Alves, o programa recebeu várias participações com relatos de vários casos de dengue na cidade.

Após as chuvas dos últimos dias na cidade de Paulo Afonso, a proliferação do mosquito Aedes aegypti, aumentou em locais onde o acúmulo de água parada são mais constataste, consequentemente aumentando significativamente os casos da doença na cidade.

Moradores do centenário, Benone Resende, Santa Inês, BTN III, entre outros locais, pedem com extrema necessidade a presença do Carro Fumasse, para minimizar a propagação do mosquito transmissor.

De acordo com a Coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Carla Aragão, a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Carla reforça que em caso de contaminação, o paciente deve se dirigir à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para realização de exames, e iniciar o tratamento. Em seguida, os profissionais de saúde, precisam comunicar a ocorrência para a equipe Epidemiológica, para que o fato seja registrado, e o local isolado.

Deixe seu comentário