Delmiro Gouveia, está entre os municípios alagoanos com o pior desempenho do IDEB

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
16c13f816df00fabe305acf0e238a6bd

Dos 26 municípios do Sertão de Alagoas, os que tiveram o pior desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente a 2017 foram Belo Monte, Delmiro Gouveia, Monteirópolis, Olivença e Santana do Ipanema, conforme levantamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (Inep), que divulga os dados.

Esses municípios não atingiram a meta de pontuação nem para os anos iniciais e nem para os anos finais da educação básica para 2017.

Para os anos iniciais, a projeção estipulada para Belo Monte foi a nota 4,2, mas a obtida foi 3,8. Para os anos finais, a projeção foi 4,3, enquanto a obtida foi 3,3.

Já para Delmiro Gouveia, que é a maior cidade do Sertão alagoano, a projeção para os anos iniciais foi a nota 4,8, enquanto a obtida foi 4,2. Para os anos finais, a meta era 3,9, mas a cidade obteve apenas 3,6.

Monteirópolis tinha como meta projetada para os anos iniciais a nota 4,1, mas obteve 3,7. Para os anos finais, a projeção era 4,0, mas obteve apenas 2,6.

Olivença, que é um dos menores municípios do Sertão, tinha como projeção para os anos iniciais a nota 4,5, mas obteve nota 4,0. Para os anos finais, a meta era 4,1, mas conseguiu apenas 3,3.

Já Santana do Ipanema, que é o segundo maior município do Sertão, tinha como meta para os anos iniciais a nota 4,0, mas obteve 3,9. Para os anos finais, a projeção era 3,7, mas obteve 3,5.

Sobre o Ideb

O Ideb foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

Outros que não atingiram a meta

Os outros municípios sertanejos que não atingiram a meta do Ideb para os anos finais foram Canapi, Carneiros, Inhapi, Mata Grande, Olho D’água das Flores, Olho D’água do Casado, Ouro Branco, Palestina, Piranhas, Poços das Trincheiras e São José da Tapera.

 

Deixe seu comentário