Unidade de Controle de Zoonoses alerta e intensifica ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti em Paulo Afonso

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
IMG_20220504_162913

Devido ao período chuvoso e o surgimento de casos de arboviroses no município – dengue, chicungunya e zika -, a Unidade de Controle de Zoonoses está em alerta e intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Para conscientizar a população de como evitar os criatórios, além da visita dos agentes de endemias às residências, estão sendo feitas palestras nas escolas e postos de saúde e uma campanha massiva de mobilização com outdoors, jingle, spots de rádio, carros de som e rede social.

“Estamos em um momento delicado, alguns municípios da nossa região já estão em epidemia, muitos casos positivos e em Paulo Afonso a gente já tem alguns casos e isso já nos ligou um sinal de alerta, até pelo período de chuva e por isso intensificamos a campanha”, explica o coordenador Sérgio Malta.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, até abril foram notificados 13 casos, sete a mais do que o mesmo período de 2021, onde foram seis pessoas. Porém, Sérgio explica que em 2020 foi um ano difícil, onde o município apresentou, junto com a pandemia da Covid-19, a epidemia de arboviroses. “Nossa maior preocupação é que não aconteça o que aconteceu em 2020, por isso estamos reforçando essa campanha de mobilização social para que a gente não chegue a esse patamar que outros municípios já estão atualmente”.

A equipe reforça que para realizar denúncias de locais com possíveis focos do mosquito da dengue a população pode entrar em contato no (75) 3281-0193. “Se durante uma semana o cidadão tirar pelo menos dez minutinhos do seu tempo para exterminar os criadouros, evitando a água parada, averiguar um possível foco e eliminar, já ajuda bastante. A Zoonoses está à disposição e caso tenha alguma denúncia a gente tem a equipe de prontidão para averiguar”, finalizou Sérgio.

Com informações da ASCOM-PMPA

Deixe seu comentário