Secretário de Saúde de Paulo Afonso explica como será aplicação das primeiras doses da vacina

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
a28739f0-d128-4cb7-b22b-10775d8a0f4a

Por volta das 5h da manhã chegou em Paulo Afonso, as primeiras doses da vacina contra a Covid-19, com uma remeça inicial de 966 doses, na qual já começarão a ser aplicadas nesta terça-feira (19), tendo como prioridade profissionais da saúde que estão na linha de frente contra a covid-19 – da UPA Covid, UTI Covid HMPA, SAMU, Lacen, desinfecção e monitoramento; idosos institucionalizados com mais de 60 anos; indígenas; profissionais das Atenção Básica de Saúde – médicos, enfermeiros, vacinadores.

Em entrevista ao repórter Thiago Santos, das Rádios Delmiro, o secretário de Saúde, Adonel Júnior esteve orientado a população, de como a prefeitura vai está trabalhando na aplicação das primeiras doses.

Vamos dar prioridade neste momento aos profissionais da linha de frente de combate a pandemia. A população pode ficar tranqüila, que nós vamos estar empenhados no sentido de informar e orientar, quando chegar às outras doses, para vacinar os demais grupos. É importante destacar que temos uma vacina que já foi aprovada pela ANVISA, que é a CoronaVac”, explicou Adoneu.

O secretário também disse que o Governo do Estado, vai estar ainda nos próximos dias, adquirindo cerca de 50 milhões de doses da vacina Russa, mas que ainda passará por uma aprovação, para vim em um  segundo momento.

“Nós esperamos que em um prazo de seis ou sete meses, o município  já tenha vacinado boa parte da população imunizada, mas dependemos muito das compras que estão sendo feitas, tanto pelo Governo do Estado, como também  do Governo Federal, de forma gradativa. Temos que entrar neste plano de vacinação, aguardando as informações dos entes federativos maiores”, disse Adonel Júnior

 

Deixe uma resposta