Em seu primeiro mandato,Eriks de João Ferreira prega a união entre os Poderes como base elementar para o progresso de Jeremoabo

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
8089c3df-3992-4797-b2de-4358d4345f33

Aconteceu na manhã desta última sexta-feira(01), na Câmara Municipal de Vereadores do Município de Jeremoabo, a Solenidade de posse de Prefeito, vice-Prefeito e dos vereadores eleitos nas últimas eleições do dia 15 de novembro, quando a população reelegeu Deri do Paloma (PP) Prefeito, e escolheu Fábio da Farmácia (Podemos) Vice, para o comando do Município nos próximos 04 anos.

E o site Manoel Alves.com traz com exclusividade para os nossos amigos e internautas, parte de uma entrevista realizada com um dos novatos Vereadores eleitos e que compõe a base da atual Gestão. Estou falando de Eriks Jeam Ribeiro de Jesus Varjão, popularmente conhecido como Eriks de João Ferreira, ao qual, agradecemos de antemão pela gentileza e pela disponibilidade.

Algumas pessoas que acompanham o nosso trabalho, porventura não conheçam Eriks Varjão. Quem é o cidadão Eriks de João Ferreira?

“Manoel, antes de tudo, quero aqui agradecer ao meu Bom Deus pela vitória, e principalmente pelo dom da vida. Quero registrar os meus sinceros agradecimentos pelo convite a minha pessoa, parabenizar pelo excelente profissional que tu és, pelo trabalho primoroso que desempenha e saudar a todas as pessoas de Jeremoabo e das cidades circunvizinhas que nos acompanham. Parafraseando o grande Euclides da Cunha, Eriks é antes de tudo um sertanejo forte. Um jovem simples, humilde, que desde cedo aprendeu que o respeito e o trabalho dignificam o homem. Sou filho de Margarida, mais conhecida como Margarida de Arlindo e Dona Antônia, do Povoado Água Branca, e do meu saudoso pai, João Varjão, João Ferreira, que inclusive, já foi Prefeito deste Município e que muito me orgulha pelo legado de compromisso com o povo, principalmente o mais carente. Tenho 41 anos de idade, sou casado com Cleane e pai de duas princesas, as razões do meu viver, Hellen Vitória e Laura Sophia. Uma palavra que define Eriks? Persistência.

O que de fato te fez entrar na vida pública? Trocando em miúdos, por que o cidadão Eriks decidiu ser candidato?

Vou repetir o que falei no meu discurso na posse na Solenidade de ontem: não estou na política por dinheiro, por status, por orgulho pessoal. Estou na política, meu caro Manoel e a todos os internautas, por acreditar que servir ao povo e fazer o bem sem olhar a quem, é uma das nossas principais essências enquanto humanos que somos. Eu quero ser inspiração para que outros jovens possam também alcançar os seus objetivos, realizar os seus sonhos. Busco aprimorar diariamente, mostrando que a humildade, a simplicidade e a fé no nosso Bom Deus te permite conquistar o que muitos te dirão que é impossível, por te julgarem ser incapaz. Quero olhar para as minhas filhas e sentir o orgulho de um pai que não mediu esforços para fazer o bem. Quero ser exemplo de superação, mostrar para as pessoas que o que te faz grande não são as suas vestes, mas o seu caráter. Carrego e sempre carregarei este legado de serviços e doação deixado pelo meu saudoso pai, João da Silva Varjão, que quando na politica, fazia da generosidade a sua maior realização.

Então podemos afirmar, categoricamente, que sempre teve o apoio da sua família?

“Manoel, veja bem: entrar numa disputa eleitoral é uma escolha de muita responsabilidade. Aliás, toda escolha traz as suas consequências. Em 2016 fui também candidato a vereança, contudo, naquela época não logrei êxito, mas nem por isso baixei a cabeça, jamais deixei de acreditar e fazer o que mais gosto: ajudar ao próximo. Tive que renunciar muitas coisas, me ausentar um pouco da família, das filhas, dos amigos, mas tudo vale a pena e se torna compreensivo, quando a unidade, o progresso coletivo, a solidariedade e fundamentalmente, a felicidade do povo se tornam nítidos. Isso é o que mais importa, e é com este propósito que assumo este cargo tão essencial ao desenvolvimento social. Não tem o que pague quando a nossa mãe olha nos nossos olhos e diz: meu filho, tenho orgulho de ser sua mãe pelo filho maravilho que és. Preciso dizer algo mais?”

Eriks, na sua opinião, quais serão as principais dificuldades quanto a atual composição da mesa legislativa?

Bem, é normal e faz bem para a democracia que divergências existam, principalmente na vida pública. Cada um tem a sua ideologia, o seu partido, as suas referências políticas, as suas convicções. Entretanto, eu penso que nada é superior aos anseios da população. Se estamos aqui, se fomos eleitos, é porque o povo acredita e espera que tracemos metas e elaboremos projetos que venham a melhorar a vida de cada pessoa no Munícipio, independentemente da sigla partidária. Representante que se preza deve adotar como princípio basilar do seu mandato, o povo, principalmente as pessoas mais carentes e que necessitam veementemente do Poder público para viver dignamente. É por ele que estamos e é para ele que devemos trabalhar. Por isso acredito na essencialidade do diálogo, independentemente se esquerda, direita, centro, oposição ou situação. O nosso Partido, a partir de hoje, chama-se povo. Por isso da importância da harmonia entre os Poderes, da sua sintonia, do respeito às opiniões. O momento, a partir de agora, é de união e de desmontarmos os palanques.”

Seu saudoso pai já foi Prefeito, seu irmão, o Pedro Bomfim, também já teve a oportunidade, você pertence a uma família de tradição na política. Quais os planos de Eriks para o futuro?

Manoel, eu aprendi na vida de comerciante, de Conselheiro tutelar, de um sertanejo forte e trabalhador, que tudo tem o seu tempo. Como agricultor que sou, entendo que existe o tempo do plantio, e automaticamente o tempo da colheita. O meu futuro é o hoje e hoje estou Vereador. Tenho a convicção que as pessoas avaliarão durante estes 4 anos, se realmente valeu a pena depositar o voto de confiança no Vereador Eriks de João Ferreira. O Poder emana do povo, somos empregados do povo e não podemos nos omitir desta condição peculiar. É ele que nos dá a oportunidade e é ele quem retira também. Por isso que não vim para brincar, para simplesmente ocupar fisicamente uma cadeira naquela Casa. Estou para ajudar, para somar, para com muita serenidade, seriedade e afinco, sanar os problemas do Município e buscar ações que viabilizem o progresso social. O amanhã a Deus pertence.

Qual a mensagem que Vossa Excelência deixa aos seus eleitores? O que esperar do Vereador Eriks de João Ferreira nestes próximos 4 anos?

“Primeiro que o meu sentimento é o da gratidão. Sou grato por tudo e não tenham dúvidas que honrarei os meus 1.143 votos que obtive nestas eleições. Com muita determinação, respeito e humildade, lutarei por todas as cidadãs e cidadãos da nossa querida Terra da Jurema em flor. Bem verdade que estamos passando por um período difícil, de muitos questionamentos e incertezas, enfrentando esta pandemia que já tirou tantas vidas, as quais me solidarizo com todas as famílias que perderam seus entes queridos, mas trago no peito a esperança que 2021 será um ano muito melhor. As famílias se abraçarão mais, as pessoas encontrarão refúgio e sentido nas coisas simples da vida, seremos mais resilientes e tolerantes uns com os outros. Esse é o meu desejo e é isso o que eu espero. A esperança que novos hábitos e conceitos sejam compartilhados entre os povos. Mas é muito importante frisar: não basta desejar, precisamos fazer acontecer um ano realmente novo. Desejo sucesso ao Prefeito Deri, ao nosso vice-Prefeito Fábio da Farmácia, aos Secretários, aos Servidores e a todos os Vereadores eleitos indistintamente. Contem sempre com este jovem sonhador e batalhador, que não medirá esforços durante todo o seu mandato. Como dizia o meu lema de campanha: sou do povo, estarei com o povo e lutarei para o povo. No mais, agradeço pela oportunidade e desejo muita saúde, paz, prosperidade e esperança para todos os lares e famílias brasileiras neste novo ano que se inicia. Que Deus abençoe a todos.”

Deixe uma resposta