Keko do Benone fala de sua campanha pra vereador: “não tinha dinheiro nem pra comprar uma bandeira”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
1d0ff6ea-86c5-4577-879d-fd301777ab59

Em uma live transmitida pela Facebook do site manoelalves.com.br, na noite desta quinta-feira (26), o vereador eleito por Paulo Afonso, Keko do Benone (Avante), esteve falando de sua trajetória de campanha nestas eleições municipais.

Keko é um dos vereadores que estará representando o Bairro Tancredo Neves, além de Pedro Macário, Gilmário  Marinho e Valmir Rocha, na Câmara Municipal, a partir de janeiro de 2021. Sempre envolvido nas ações sociais da sua comunidade do Benone, o futuro parlamentar também foi locutor de bingos nos eventos do BTN e nos povoados, nos finais de semana.

Na corrida eleitoral, não foi fácil pro nobre candidato que não tinha nem uma condição de arcar com os recursos pra o material de campanha. “Não tinha dinheiro pra comprar nem uma bandeira, não tinha dinheiro pra nada. Quando meus santinhos acabaram, já que eram muito poucos, eu tive que tirar Xerox. Quem me ajudou foi os meus amigos e minha família. Quem votou em mim sabia que eu sou um cara simples e humilde. Sou muito grato pelos votos que obtive, e agora, na Câmara a partir de janeiro, vou honrar com meus eleitores , vou trabalhar com força de vontade e determinação, principalmente pra minha comunidade do Benone”, disse Keko.

Filho de família pobre, Keko também contou de suas dificuldades e preconceitos por morar em umas das comunidades mais humildes do BTN.

“Certa vez, quando eu trabalhava como montador de móveis, uma loja não me contratou porque eu falei que morava no Benone. Mas nunca tive vergonha de morar no meu bairro, sempre tive orgulho da minha comunidade. E quero dizer que não tenho interesse de morar em morar em um bairro melhor, vou permanecer na minha mesma casa e na mesma rua”, destacou o vereador eleito.

 

 

Deixe uma resposta