PA: Mulher diz que sofreu um golpe de carta de crédito contemplada; o lance foi de 4,6 mil e nada de moto

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
961115309_b453591be46570e4a0f4ddba2fc0ce811

A reportagem é de Thiago Nascimento da RBN. As mulheres que foram nesta terça-feira 28, registrar um boletim de ocorrência na Delegacia Territorial de Paulo Afonso, não quiseram se identificar com receio de sofrer represálias.

De acordo com a amiga que falou pela vítima, porque esta, estava muito nervosa, o vendedor de um consórcio, indicado por outra amiga da vítima, apresentou uma carta de crédito contemplada para que ela pudesse participar e tirar uma moto zero quilômetro.

O vendedor (cujo nome foi mantido em sigilo), diz a vítima, fez uma excelente oferta dessa carta de crédito, há cerca de dois meses, garantindo que em poucos dias, desde que ela fizesse os pagamentos, estaria com a moto em mãos.

E assim fez a mulher. Pagou, de acordo com a amiga, 4.600 reais. Mas após isso, começaram as dificuldades.

“Depois ele pegou a documentação dela e disse que ela não foi aprovada, que para ela ter essa carta de crédito teria que ter o nome fichado, já começou a mentira por aí; então por que ele não devolveu o dinheiro a ela quando viu que não deu certo?, ele ficou com o dinheiro e já tem dois meses isso”, detalhou a amiga.

O vendedor de consórcio usou o nome de uma empresa regional, quando foi solicitada a empresa, o homem teria mudado a conversa dizendo que a carta de crédito é de uma empresa de São Paulo.

Antes do boletim de ocorrência, diz as mulheres, o vendedor teria dito que irá ressarcir à vítima do golpe, que estaria esperando a empresa devolver o dinheiro. Segundo elas disseram ao repórter, deram a ele, um prazo de 15 dias. Caso contrário, vão divulgar nome e endereço e vão recorrer à Justiça.

Deixe uma resposta