Em Paulo Afonso, Mais de 19 mil alunos são contemplados com programa de alimentação na escola

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
thumbnail_NOVAS-CARTEIRAS-EDUCAÇÃO-02-o349ll62nj8q9ey92v8wuyomioipzpbnrf0nk68glk

O 21 de outubro é o dia nacional da Alimentação na Escola. Em Paulo Afonso, a gestão municipal leva isso bem a sério e oferta um cardápio variado e equilibrado nutricionalmente para os cerca de 19 mil alunos da rede de ensino.

A merenda é disponibilizada diariamente por meio da Secretaria de Educação, atendendo a 72 unidades de ensino.

A ação é realizada por meio do Núcleo Municipal de Alimentação Escolar (Numae), que acompanha todo o processo para que o alimento chegue às escolas, desde a compra até a composição do cardápio. “Atendemos a mais de 19 mil alunos. Além das escolas da rede municipal de ensino, algumas filantrópicas também recebem a merenda diariamente”, afirma a gerente da Alimentação escolar, Auzeni Varjão.

O cardápio é montado mensalmente e visa atender as normativas da Lei nº 11.947/2009, do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que preconiza o emprego da alimentação saudável e adequada, compreendendo o uso de alimentos variados, seguros, que respeitem a cultura, as tradições e os hábitos alimentares saudáveis. A lei ressalta ainda que os produtos ofertados devem contribuir para o crescimento e o desenvolvimento dos alunos e para a melhoria do rendimento escolar, em conformidade com a sua faixa etária e seu estado de saúde, inclusive dos que necessitam de atenção específica.

O Numae é responsável pelo controle, recebimento e distribuição de boa parte dos gêneros alimentícios. A outra remessa é entregue nas unidades de ensino através dos fornecedores.

Agricultura Familiar

Alguns gêneros da merenda escolar são adquiridos através da Agricultura Familiar. Frutas, verduras e hortaliças vêm diretamente de fornecedores locais, o que fortalece ainda mais a produção no munícipio.

Recentemente, uma reunião entre as Secretarias de Educação e Agricultura e Aqüicultura, discutiu o fortalecimento dessa atividade, com meta de atingir 30% do valor em investimentos na agricultura familiar municipal.

Deixe seu comentário