PSL de Paulo Afonso, protocola documento para que o município esteja aderindo o Projeto das Escolas Cívicos-Militares

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
img-5363-copia

O diretório municipal do PSL em Paulo Afonso protocolou no gabinete do prefeito, a solicitação para que a Prefeitura de Paulo Afonso esteja aderindo o Projeto das Escolas Cívicos-Militares do Governo Federal.

O Governador Rui Costa (PT) não quis aderir ao projeto, porém o MEC abriu as portas para que as prefeituras estejam aderindo de forma independente até o dia 11 desse corrente mês.

Com o objetivo de promover a melhoria na qualidade do ensino na educação básica, a meta é implementar 216 escolas em todos as unidades da federação até 2023.

As escolas cívico-militares são instituições não militarizadas, mas com uma equipe de militares da reserva no papel de tutores. Em julho, o Ministério da Educação (MEC) já havia anunciado a implementação de 108 escolas nesse modelo, no âmbito do Compromisso Nacional pela Educação Básica. Agora, a meta foi dobrada.

“Acreditamos que a Prefeitura de Paulo Afonso terá a sensibilidade e um olhar especial para esse projeto que é de suma importância para nossa população pauloafonsina”, disse o presidente do diretório municipal do PSL em Paulo Afonso, Roosevelt Carvalho, em suas redes sociais.

 

Deixe seu comentário