Edital do Canal do Sertão Baiano é publicado no Diário Oficial

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
csm_17-11-2016_Canal_do_Sertao_em_Agua_Branca__A._Calheiros___4__d45cc6b6f3
O edital de licitação do projeto básico do Canal do Sertão Baiano foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (04/10). A obra será responsável por garantir segurança hídrica a 44 municípios e 1,5 milhão de baianos.
Antes abandonado, o projeto foi reativado através do deputado federal Aleluia (Democratas-BA), responsável por articular junto ao Ministério da Integração Nacional, à Codevasf e à bancada baiana a inclusão de uma emenda de R$ 30 milhões no Orçamento de 2018 para licitar o projeto inicial. Aleluia também foi autor da emenda junto à MP 824/2018 que ampliou definitivamente a área de atuação da Codevasf em território baiano, fato essencial para o andamento do projeto.
“Esta pode ser considerada a obra mais importante do estado nos últimos 30 anos. Vamos criar uma estrutura de integração entre os principais rios do norte e nordeste baiano, garantindo segurança no fornecimento de água o ano todo. Isso vai mudar a realidade de uma região castigada pela seca, mas que agora terá condições de multiplicar sua área agrícola e atrair indústrias. Estamos falando de mais de 45 mil empregos espalhados pelo interior”, comemorou Aleluia.
O CANAL
O Canal do Sertão Baiano vai captar água do Rio São Francisco, em Juazeiro, onde será responsável por garantir a conclusão do Projeto Salitre, irrigando mais de 32 mil hectares.
Ele segue por gravidade no sentido sul, integrando as bacias dos rios Salitre, Curaçá-Vargem, Macururé, Itapicuru, Tourão-Poções, Vaza-Barris, Paraguaçu e Jacuípe. São mais de 300 quilômetros de extensão até desaguar na barragem de São José do Jacuípe, assegurando de forma definitiva a oferta de água em 44 municípios da região semi-árida do estado.
“Essa obra é uma verdadeira maravilha da engenharia, pois usa a força da gravidade durante todo o trajeto, integra bacias e ainda reinsere a água captada ao curso natural de um importante rio. Fico orgulhoso como engenheiro, como professor, mas também como um deputado federal que entende que a nossa atuação não pode se limitar a só trazer carro-pipa quando a seca chega. Lutar por grandes projetos deve estar acima de qualquer interesse eleitoral”, afirmou Aleluia.

Deixe seu comentário