“Foi além da expectativa”, diz secretário de educação após desfile deslumbrante na avenida

Postado por:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
1236

Emotivo e orgulhoso, o secretário de educação, Prof. Silva, falou do belíssimo desfile pelos 60 anos de emancipação política de Paulo Afonso.

 

Prefeito Luiz de Deus e Prof. Silva, conversam antes do desfile.

 

Iniciado com certo atraso – passava pouco das 8h30, as Forças Armadas abriram alas para seis décadas de história narradas com alegorias e fantasias bem-acabadas, e algumas luxuosas, com muita criatividade. O desfile teve momentos apoteóticos ao som de “O que é, o que é?” de Gonzaguinha, e “Aquarela do Brasil” de Ary Barroso, levada pela banda marcial da Fundame.

“Foi muito acima da expectativa e mostrou o amor do povo de Paulo Afonso, comprovamos com a presença maciça de espectadores e, principalmente, com o entusiasmo dos estudantes e das pessoas que desfilaram, foi algo que só o pauloafonsino sabe fazer”, declarou o secretário de educação, Prof. Silva.

Chove chuva, chove sem parar

Pista molhada e público tímido no início do desfile cívico pelos 60 anos de emancipação política de Paulo Afonso: FOTO IVONE LIMA.

 

Apesar de registrar um excelente público, convém observar que o dia chuvoso, principalmente nas primeiras horas da manhã, afugentou parte do espectador. Quando o sol teimava em sair e sempre muito forte o povo chegava para bem perto, dificultando inclusive a passagem das alas.

As escolas públicas deram show!

No carro dos ex-prefeitos, jovem representa Abel Barbosa, o emancipador.

 

Camaleões, homenagem ao ex-prefeito Abel Barbosa, alas coreografadas e a animação do componente, fizeram do desfile das escolas públicas municipais um show à parte – vale registrar que o desfile custou  200 mil reais -, não faltou índio nem cangaceiro; as escolas da rede privada, sabendo o tom luxuoso das alegorias também não decepcionaram.

O desfile terminou com motociclistas ao meio-dia. Agora, resta continuar a escrita de uma cidade que cresceu desatenta, e que precisa fazer sua beleza alcançar as franjas sociais mais desprivilegiadas, para ser plena.

Vereador Leco e sua esposa assistem ao desfile cívico pelos 60 anos de Paulo Afonso. Foto Ivone Lima.

 

Deixe seu comentário